O Poder da Hipnose

Ao contrário do que se pensou muito tempo, a hipnose não é uma espécie de sono que reduz as faculdades e torna os seres mais dóceis, submissos. Muito pelo contrário, ela vem se transformando numa das mais eficazes ferramentas da medicina, como foi no passado, mostrando efetivamente o domínio do espírito sobre a matéria. Falou igualmente em meditação, religião e oração; hipnose e auto-hipnose são termos empregados atualmente por médicos e psiquiatras. Como se chega a este estado? E por que?

O estado de hipnose é comparável ao da paixão viva: apaga tudo o que não é o centro de interesse do momento, afirma Roger Galvez, diretor do Instituto Internacional de Pesquisas e Aplicações da Hipnose.

Como uma moda, um hábito novo, não para de crescer em importância e em interesse a prática da Hipnose. Pode-se perguntar se não seria útil – e talvez já – um uso avançado de treinamento e instrução de exercícios de parapsicologia e psicologia para atletas que buscam a profissionalização. E não somente para atletas, mas estendê-los a todas as atividades humanas. O desempenho intelectual só teria a ganhar com isso.

Você vai conhecer o poder da Hipnose no Método Alfa. Ela é um dos cinco ases do seu sucesso. Você vai conseguir através de técnica de indução visualizar seu desejo e enfim, obtê-lo, sem esforço algum.

O PAPEL DO SUBCONSCIENTE

A hipnose, na realidade e exatamente definida, é o meio de comunicação do ser consciente com seu subconsciente, subconsciente que desempenha um papel capital na maior parte da parapsicologia. Sabemos que há diferentes estados de sono e, por outro lado, diferentes graus de vigília. Ora, há em nós, paralelamente a estes estados, um pensamento que ver, que sabe, que adivinha, impõe e supõe; resumindo: que trata nossos sonhos, como nosso pensamento desperto, mas que não dialoga conosco.

É uma consciência interior à qual damos diferentes nomes, segundo as épocas e as correntes: consciência interior ou consciência, consciência subjacente, sujeito pensante. A parapsicologia difundiu o termo que ela emprega mais frequentemente e que é o subconsciente. Escolheremos este termo porque, de maneira geral, quando se fala deste aspecto interior de nosso espírito, desta parte do inconsciente suscetível de emergir.

O que se sabe é que o subconsciente não raciocina de forma dedutiva, isto é, indo do geral ao particular, mas indutiva, isto é, tirando uma regra geral de casos particulares. A consciência pura e simples, que o filósofo Kant chamou de “consciência clara”, raciocina das duas formas: indutiva e dedutiva, o que dá uma argumentação mais variada.

PERGUNTAS FREQUENTES:

O que é hipnose?
O termo é de origem grega e significa "deus do sono".

Como se define hipnose?
A hipnose pode ser facilmente definida como um estado semelhante ao sono. A hipnose é uma forma de sugestão profunda. É uma maneira de alguém aceitar sugestões.

Se hipnose é sugestão, então como se classifica?
Visto ser a hipnose um estado de relaxamento semelhante ao sono através da sugestão, e por ser a sugestão classificada, temos duas categorias: HETERO-HIPNOSE, estado provocado por terceiro; AUTO-HIPNOSE, quando a própria pessoa provoca o estado hipnótico.

O que é estado hipnótico?
Estado hipnótico é o estado de sonolência que se aproxima ao sono, provocado por sugestão. É um estado de dissociação do consciente, em que se fica parcialmente fora da realidade.

Todo mundo é sugestionável?
Sim, somos todos passíveis de ser influenciados por pensamentos, atos, palavras e imagens.

Ser influenciável é bom?
Depende. Compare a sugestão ao bisturi de um cirurgião: na mão de um bom médico, faz coisas boas e salva vidas; nas mãos de um mau médico, pode ser fatal. A sugestão é a mesma coisa, depende do que é sugestionado. As expressões "somos aquilo que pensamos" e "para viver feliz é preciso pensar em ser" são amostras de que a sugestão por pensamentos é positiva. Expressões como "você não presta", "você é um infeliz" são exemplos de sugestão negativa.

Qual é o segredo fundamental da hipnose?
Dentre as condições necessárias para atingir-se o estado hipnótico, é de vital importância evitar a consciência. O objetivo primordial é ter-se um único pensamento dirigido a um objeto estimulante.

Existe mistério na hipnose?
De maneira alguma, ela simplesmente se baseia nas relações psicológicas que existem entre o consciente e o subconsciente.

É possível que alguém fique para sempre em estado de hipnose?
Até o presente, não se tem notícias de um hipnotizado que não tenha voltado ao estado de vigília. Infelizmente, muita gente mal informada acha ou pensa o contrário, principalmente devido às ficções científicas. Lembre-se mais uma vez: estar hipnotizado é simplesmente aceitar uma concentração da atenção que foi induzida.

A hipnose é milagrosa?
A hipnose não faz milagres. É simplesmente o efeito da força que existe dentro de nós. Dependendo do grau da doença ou da sugestionabilidade por parte do paciente, há casos em que uma ou duas sessões conseguem curar, ou melhor, não se cura ninguém, é a própria pessoa quem se cura. Entretanto, na maioria dos casos as sessões precisam ser em número maior.
 



Descubra quais são os segredos do Subconsciente e de que forma você pode usá-lo para melhorar de vida, clique aqui

COLOQUE EM PRÁTICA O CONHECIMENTO DA HIPNOSE E DA LEI DA ATRAÇÃO ATRAVÉS DO MÉTODO ALFA. TREINAMENTOS MENTAIS EM MP3 PARA O AMOR, DINHEIRO, EMPREGO, SAÚDE E BEM-ESTAR. Clique e conheça.